Untitle.jpg, olhares através da memória afetiva de 4 milleniuns

4 mentes criativas unidas pelo elo da geração Millenium ou Y. Gabriel Saraiva no Styling, Nubia Fernamo na fotografia, make e hair por Victor Viana, assistência por Vinicius Marques e model por Maria Eugênia Horn.

Para eles, Untitle é sobre memória digital afetiva. Pensando nisso, a temática do editorial foi o Paint – um dos primeiros editores gráficos da Windows que marcou a geração, afinal, quem é que não teve seu primeiro contato com a produção de imagem digital através do Paint na infância?

Destaque nos tons vibrantes, neon, texturas e animal print.

Untitle.jep, visions throughout the affective memory of 4 milleniuns

4 creative minds together for the millenium generation’s point of connection or Y: Stylling by Gabriel Saraiva; Fotography by Nubia Fernamo; make and hair by Victor Viana; General assistance by Vinicius Marques and the last but not the least, modeling by Maria Eugenia Horn.

For them, Untitle is about affective digital memory. Thinking about it, the topic of the editorial was the Paint – one of the first graphic editors of the windows that made history in that generation, after all, who didn’t have the first contact producing digital images through the paint in the childhood?

The spotlight is for the vibrant colors, neon, textures and animal print.

Foto: Reprodução/Nubia Fernamo
Foto: Reprodução/Nubia Fernamo
Foto: Reprodução/Nubia Fernamo
Foto: Reprodução/Nubia Fernamo
Padrão

Carolina Herrera Fall 2021 Ready – to – Wear

Carolina Herrera está entrando na casa dos 40 anos de NYFW e nada como uma coleção exuberante feita pelo diretor-criativo Wes Gordon, que se inspirou no amor e no estilo nova-iorquino.

Mangas bufantes, cores, estampas, lantejoulas e pontuais detalhes como cintos, bolsas e botões deram vida a nova coleção.

Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Foto: Reprodução/ Vogue Runway
Padrão

Roberto Cavalli Fall 2021 Ready-to-Wear

“Ousado, selvagem, inclusivo e imperdoável”, esse é Fausto Puglisi estrelando sua primeira coleção (feminina e masculina) para a Roberto Cavalli. O match perfeito!

Nomeado em outubro de 2020, Fausto começou a todo vapor, buscando referências norte americanas (de acordo com sua vivência de 1998 a 2006 nos EUA), além de toques Firenzes e o característico animal print que não poderia faltar.

Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Fotos: Reprodução/Vogue Runway
Padrão

Verão e L’AMOUR aos olhos de Simon Jacquemus

L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
L’AMOUR – Summer 2021
Foto: Reprodução
Padrão

Charles de Vilmorin foi nomeado Diretor Criativo da Rochas

A marca que estava há um ano sem diretor criativo, anunciou o cargo ao jovem designer que vem se destacando.

Sua estreia na semana de alta-costura foi excepcional. É de se esperar que o trabalho dele dê bons frutos para a Rochas.

Vilmorin disse que é um sonho se tornando realidade. É o que ele sempre quis fazer e nesse momento está mentalmente preparado para atender às demandas da sua marca solo em paralelo com a Rochas.

Foto: Reprodução
Padrão

Celine menswear FW 21-22

Hedi Slimane apresentou a “Teen Knight Poem”, nova coleção masculina FW 21-22 da Celine.

Filmado no renascentista Château de Chambord, o maior dos castelos de Loire na França, o desfile teve uma pegada dark e explorou perfeitamente a estética juvenil com sobreposições, coletes de couro, casacos longos, jaquetas bomber, botas e um toque sutil de alfaiataria.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Padrão

Nova campanha da Urbno: um protesto contra a violência

A marca de streetwear Urbno começou 2021 a todo vapor. Em janeiro lançou sua nova campanha “Donas da Rua”.

Assinada pela Agência Profana, a campanha trouxe modelos LGBTQIA+, a fim de dar visibilidade e enfatizar a inclusão através de um belíssimo editorial.

Realizado embaixo do minhocão (São Paulo), local que diversas vezes foi cenário de violência contra gays e trans, o ensaio é uma forma de protesto e uma reflexão sobre respeito e igualdade.

Dentre os nomes que protagonizaram a campanha estão: Ona Silva (Agência Profana), Gabriel Franco (Another Agency) e Taylor (Agência Profana).

Além disso, a direção criativa foi toda realizada pela Profana em conjunto com uma equipe destaque. Fotografia por Núbia Fernamo, Styling por Gabriel Saraiva, Produção de Moda por Bruno Dalcheco e Beleza por Uacaly Abrahão.

Fotos: Reprodução/Agência Profana
Fotos: Reprodução/Agência Profana
Fotos: Reprodução/Agência Profana
Fotos: Reprodução/Agência Profana
Padrão

Diretamente do Vale do Silício: Clubhouse

Fundada em abril de 2020 por dois ex-funcionários do Google, Paul Davison e Rohan Seth, o aplicativo é baseado em arquivos de áudio onde existem grandes “rodas de conversa” para interesses variados, além disso, também é possível criar chats privados (com amigos, por exemplo) ou somente ouvir as conversas (tipo ouvir podcasts).

Tudo é 100% por voz e gravar as conversas é estritamente proibido. Por enquanto só se pode entrar no Clubhouse através de convites de pessoas que já estão inseridas no aplicativo (cada membro tem direito a dois convidados).

Segundo a startup, as conversas não são gravadas nem salvas, o que torna o aplicativo sigiloso, entretanto, alguns usuários dizem que o fato das conversas não serem salvas pode abrir portas para discursos de ódio. Mas, em nota a equipe Clubhouse disse que condena todas as formas de racismo, preconceitos, discursos de ódio e quaisquer formas de abuso praticadas na plataforma serão investigadas.

A proposta do aplicativo é estabelecer diálogos e construir narrativas interessantes

através da comunicação oral, deixando de lado as usuais telas e as palavras digitadas.

Nomes como Elon Musk, Ashton Kutcher e Oprah Winfrey se tornaram fãs da plataforma.

Inclusive, foi a participação de Elon Musk em um bate-papo com Vlad Tenev, CEO do Robinhood, que causou grande alvoroço e aumentou a popularidade da rede social.

Foto: reprodução

Atualmente são 600 mil usuários e a startup já está avaliada em US$ 1 bilhão.

Até então o aplicativo só está disponível para a plataforma IOS mas alguns boatos (não oficiais) dizem que até março pode chegar a versão Android.

Padrão

ALAÏA ganha novo diretor criativo

Pieter Mulier, ex braço direito de Raf Simons, assume a direção criativa da Maison ALAÏA.

Referência no mercado, o designer belga passou por grandes nomes como Jil Sander, Dior e Calvin Klein. Sua primeira coleção para a ALAÏA será apresentada na temporada de verão 2022.

Animado, Mulier diz que “é um sonho absoluto juntar-se a esta prestigiada Maison, aos seus belos ateliês e a sua equipe talentosa”.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Padrão

Primavera-verão 2021: confira os destaques da semana de alta-costura

A semana de alta-costura terminou no dia 28 de janeiro, em Paris.

Apesar dos desfiles ainda terem acontecido de forma digital (por conta da pandemia do coronavírus), os dias foram bastante corridos e os holofotes do mundo da moda estavam voltados para a alta-costura.

Como é de praxe, Schiaparelli deu o start e foi destaque no dia. Daniel Roseberry desafiou alguns “padrões” da alta-costura, transformando suas modelos em heroínas que vestiam corsets em forma de abdômen.

O diretor artístico da marca quebrou clichês associados à feminilidade e ganhou o coração das fashionistas. Além disso, fez questão de enfatizar alguns códigos da maison como lagosta, shocking e surrealismo.

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Iris Van Herpen apostou em plissados e silhuetas com ornamentos que remetem à natureza e formas orgânicas. A estilista holandesa inspirou sua coleção na parte ramificada dos cogumelos, o Micélio, a fim de simbolizar a forma como a natureza se conecta e se comunica.

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

A Dior trouxe novamente o tarot como referência. Dessa vez através de um filme dirigido por Matteo Garrone – a fabulosa filmagem do “Chateau du Tarot”, motivada pelo deck Visconti Sforza, ilustração de Bonifácio Bembo para o Duque de Milão no século XV.

As peças vieram com adornos específicos como a transparência, plumas, bordado, tons de dourado e alguns códigos clássicos como a bar jacket, que dessa vez apareceu com a silhueta menos marcada e com uma alfaiataria reinventada.

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Giambattista Valli roubou o coração dos fãs com peças volumosas, cheias de tule, flores, máxi laços e bordado.

Utilizando como referência a cultura hispânica, a apresentação foi uma verdadeira viagem cultural sem precisar sair de casa.

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Já Virginie Viard, Diretora Criativa da Chanel diz ter se inspirado nos casamentos e encontros familiares. A ideia foi fazer algo mais simples, mas que seguisse o ritmo tradicional da marca. O desfile aconteceu na escadaria do Grand Palais, com belíssimos arcos de flores e o desfecho impecável. Um verdadeiro cortejo!

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Valentino brilhou nos salões da Galleria Collona, em Roma. Sob plataformas altíssimas, nenhuma estampa, mas muitas lantejoulas e texturas, além do destaque nos looks masculinos incluídos pela primeira vez na apresentação.

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

De acordo com Sr. Armani, “hoje, através da democracia da internet, conseguimos oferecer um lugar na primeira fila a todos”.

A coleção conta através de alfaiataria e transparência, a história e o sentimento de liberdade das tendências fugazes. Aos 86 anos, o designer vem debatendo questões importantes como o fast fashion.

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

Depois de 5 anos afastado do mundo da moda, Alber Elbaz retorna trazendo novidades geniais. AZ Factory, uma start up desenvolvida em conjunto com o grupo Richemont.

A praticidade e a simplicidade foram temas da nova coleção, que conta com muitos zíperes dourados, conforto, inclusão e uma tecnologia têxtil sem igual. A confecção é toda sustentável, com tecidos que se adaptam ao corpo e a temperatura.

Foto: Reprodução
Fotos: Reprodução

No 3º dia foi a vez da Fendi, e a estreia de Kim Jones estrelando sua primeira coleção para a marca. Inspirado no grupo de Bloomsbury, o destaque foi o casting que contou com a presença de celebridades como Kate Moss, Naomi Campbell, Demi Moore e Bella Hadid.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Usando técnicas de upcycling, acrescentando elementos de seu acervo (sobras de tecidos, bijoux e moletons), a dupla holandesa Viktor e Rolf lançou sua coleção nada convencional, utilizando a temática “rave underground”, a fim de passar uma mensagem positiva. Sucesso garantido!

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

E por último, mas não menos importante, tivemos a estreia de Charles de Vilmorin, o francês de apenas 24 anos ganhou espaço e destaque em sua primeira coleção de couture.

Para ele, alta-costura não é apenas luxo, é fantasia, algo totalmente fora do comum.

As peças cuidadosamente feitas à mão com silhuetas gigantes, cores psicodélicas e um detalhe muito importante: sem gênero. Charles defende o fim da distinção de gênero na moda e destaca isso na coleção.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Padrão